top of page

Quais Perguntas a Psicóloga faz na primeira consulta?

Perguntas que a Psicóloga faz: o que esperar na primeira consulta

Na primeira consulta com a Psicóloga SP, é comum que sejam feitas perguntas para conhecer melhor o paciente e entender suas necessidades.


Estas perguntas podem variar de acordo com o foco da consulta, mas geralmente incluem questões sobre o histórico pessoal, como a infância, relacionamentos familiares, experiências emocionais significativas, dificuldades atuais e expectativas em relação à terapia. A psicóloga também pode perguntar sobre sintomas específicos, como ansiedade, depressão, estresse, entre outros, para entender melhor o contexto emocional do paciente. O objetivo dessas perguntas é criar um vínculo de confiança e iniciar o processo terapêutico de forma personalizada e eficaz.


perguntas de psicologa, psicologa sp

Eu começo a sessão agradecendo a oportunidade de atender o paciente, e pergunto se tem alguma pergunta antes de começar.



Geralmente, as pessoas querem saber sobre minha experiência profissional.


Em seguida, faço perguntas genéricas:


Dados Pessoais:


  • Nome completo:

  • Idade:

  • Data de nascimento:

  • Já fez terapia antes?

  • Se sim, há quanto tempo?

  • Quanto tempo durou?

  • Por que motivo procurou a terapia anterior?

  • Por que motivo procura a Terapia agora, neste momento da sua vida? (Esta é a pergunta principal)

  • Quando começou a sentir o estas angústias?

Tem sintomas físicos?


  • taquicardia

  • sudorese

  • calafrios

  • tremores

  • enxaqueca

  • queda ou aumento de de pressão arterial

  • sintomas gastros intestinais

Sintomas cognitivos:

  • Perda de memória

  • dificuldade de concentração

  • dificuldade de focar a atenção

  • hiperfoco de atenção

  • Outros

Sintomas emocionais

  • tristeza

  • apatia

  • ansiedade

  • choro frequente

  • outros

Toma algum ansiolítico ou antidepressivo?


No final da sessão, dou uma devolutiva verbal, ou em casos mais graves, por escrita se for preciso fazer encaminhamentos para outros profissionais.


Qual o propósito destas perguntas a Psicóloga faz na primeira consulta?

É comum que os psicólogos façam perguntas que ajudem a compreender melhor a situação emocional, comportamental e mental.

O primeiro atendimento com uma psicóloga é geralmente uma oportunidade para a avaliação inicial do paciente.

O objetivo principal é: levantar informações relevantes para a compreensão do caso e para o planejamento do tratamento.

As perguntas feitas podem variar de acordo com a abordagem utilizada e características específicas do paciente.


É importante lembrar que todas as informações compartilhadasdurante a terapia são confidenciais.


Jamais serão compartilhadas com outras pessoas com o consentimento do paciente.

        

O paciente tem medo de ser julgado e mal interpretado.

Alguns pacientes receam em falar sobre si mesmos, por medo do que a psicóloga pode pensar.


Isso realmente não faz sentido. Nenhum psicólogo experiente vai pensar mal do paciente.


Se escolhemos a psicologia como profissão, certamente já superamos o hábito de fazer juizo de valor.

Na verdade, em alguns casos, ocorre o contrário: o paciente pode ficar insatisfeito e avaliar mal o trabalho do Psicólogo.

O que o paciente PODE FALAR numa sessão de terapia?

Tudo!

Sim isso mesmo.

Tudo.

Durante uma sessão de terapia, o paciente tem liberdade para falar sobre qualquer assunto que desejar. 

Isso inclui seus sentimentos, pensamentos, planos, bem como suas experiências passadas e presentes. 

É permitido falar sobre suas frustrações, medos, dúvidas e incertezas, além de seus sonhos, desejos e conquistas.

A expressão pode ser feita de várias formas, como através de:


  • desenhos, rabiscos, músicas, vídeos e pinturas, 

  • bem como por meio de linguagem coloquial ou formal, gírias e até palavrões, se assim desejar.


O objetivo é que o paciente se sinta livre para se expressar e ser compreendido pela psicóloga, 

Ela irá ajudá-lo a entender suas emoções e a traçar um caminho para alcançar seus objetivos e reescrever sua história de vida.


Seja livre na hora de se expressar para a Psicóloga.

Isso ajuda a compreender suas dores e possa desta forma apoiar você a reescrever o livro de sua vida.


A fala do paciente na terapia pode ser uma forma importante de aliviar a ansiedade. 

A escuta empática pode ajudar a reduzir a ansiedade do paciente. 

Quando o paciente se sente ouvido e compreendido pode se sentir mais seguro e menos sozinho em relação aos seus problemas.

Isto pode diminuir a sensação de ansiedade.

Além disso, as abordagens terapêuticas, a psicóloga pode ajudar o paciente a desenvolver estratégias para prevenir novos gatilhos de ansiedade.


O que falar (e não falar) numa sessão de Terapia?

Este tópico é particularmente importante para informar aos futuros pacientes sobre o que falar numa sessão de terapia.


O que o paciente NÃO PODE FALAR na sessão de terapia?

Na sessão de terapia, o paciente tem total liberdade para falar sobre o que desejar. 

No entanto, existem algumas coisas que podem não ser necessárias ou adequadas para serem discutidas durante a sessão. 


Por exemplo:

Não é necessário pedir desculpas por ser sincero e expressar emoções durante a sessão, como chorar ou falar palavrões. 

Essas são reações naturais e fazem parte do processo terapêutico.


Psicóloga Sp, Psicóloga, Psicóloga perto de mim, Psicóloga consulta


Obrigada pela leitura. 



Gostou do artigo? Leia mais no Blog da Psicóloga

Commentaires


bottom of page